QUAIS SÃO AS HABILIDADES ESSENCIAIS?

As Soft Skills esperadas de determinada pessoa estão relacionadas à sua área de atuação e, principalmente, ao cargo que ela deseja ocupar no mercado de trabalho.

QUAIS SÃO AS HABILIDADES ESSENCIAIS?

As Soft Skills esperadas de determinada pessoa estão relacionadas à sua área de atuação e, principalmente, ao cargo que ela deseja ocupar no mercado de trabalho.

O melhor exemplo de Soft Skill é a inteligência emocional, que é a capacidade de lidar bem com as próprias emoções e usar essa energia a seu favor, sem impulsividade ou arrependimento posterior.

Outros exemplos de Soft Skill são empatia, uma boa comunicação, liderança e persuasão para evitar e gerenciar conflitos, ética, flexibilidade, promover o engajamento garantindo a unidade no time e entender como lidar com as particularidades de cada indivíduo. Todas elas trazem benefícios para a vida pessoal, mas também se mostram importantes para o bom relacionamento com colegas de trabalho.

Veja as 10 Soft Skills que não podem faltar a qualquer profissional:

  1. Comunicação eficaz

Uma comunicação eficaz envolve falar, ouvir e entender uma mensagem e a intenção por trás dela.

Ter uma comunicação eficaz, tanto presenciais quanto on-line, são mais importantes do que nunca. Um discurso ou e-mail bem elaborado pode ajudá-lo a evitar possíveis problemas, explicar suas ideias para os outros de maneira que faça sentido e seja fácil de entender.

  1. Pensamento criativo

Todos os profissionais precisam ser criativos quando querem conquistar posições mais estratégicas dentro da empresa.

Sugerir novas formas de agir, abordagens diferentes com o cliente, reformular processos e otimizar a rotina são ações de quem é criativo e não precisa saber usar um programa de edição de imagens ou dominar a técnica do melhor posicionamento de câmera para isso. Para ter ideias inovadoras e soluções para sua área de atuação é necessário estar atento às pessoas e aos acontecimentos.

  1. Resiliência

Resiliência é a capacidade de o indivíduo lidar com problemas, adaptar-se a mudanças, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas – choque, estresse, algum tipo de evento traumático – sem entrar em surto psicológico, emocional ou físico, encontrando soluções estratégicas para enfrentar e superar as adversidades.

  1. Liderança

A liderança consiste em um processo no qual uma pessoa exerce um poder de influência sobre as demais, transmitindo confiança para que os liderados que se sintam motivados e preparados para trabalharem com entusiasmo na busca de um ou mais objetivos em comum.

  1. Negociação

Independentemente da área de atuação, o profissional deve saber negociar, o que exige estratégia, argumentos, bons lances, raciocínio rápido e atenção ao outro negociador.

  1. Gerenciamento de conflitos

A gestão de conflitos é o processo de lidar com controvérsias e desentendimentos entre duas ou mais partes. O objetivo é minimizar os fatores negativos que estão influenciando o conflito e encorajar todos os participantes a entrar em um acordo.

A intenção de bons profissionais não é evitar o conflito, mas sim resolvê-lo de maneira efetiva. Indivíduos que tratam os conflitos de maneira respeitosa e otimista criam a chance para crescimento e aprendizagem dentro da organização. Comunicar-se de maneira clara, com empatia e com paciência leva a resultados favoráveis para a empresa e mantém o bom relacionamento profissional entre pessoas e setores.

  1. Flexibilidade

As pessoas colaboradoras são capazes de se adaptar às demandas e regras da empresa em que trabalham, exercendo as funções requisitadas de forma proativa e comprometida com o perfil do negócio. Dessa forma, a pessoa profissional que coloca em prática essa soft skill não só enfrenta facilmente as dificuldades que possam aparecer na empresa, como se destaca das pessoas concorrentes que não sabem lidar com imprevistos e inovações.

  1. Capacidade de tomar decisões

A habilidade de tomar decisões eficazes é uma das competências mais importantes que uma pessoa pode desenvolver. Quando desenvolvemos um modelo bem-sucedido de tomar decisões temos o aumento da segurança e da confiança em um momento de decisão; cada vez mais as decisões passam a ser tomadas de forma mais rápida; quanto maior a responsabilidade, maior é o impacto das decisões; permite maior competitividade no mercado.

Uma das variáveis que mais se relaciona com o sucesso de executivos é a capacidade de tomar decisões complexas.

  1. Autoconhecimento

Ter autoconhecimento é uma das habilidades para gestão de equipes mais importantes no dia a dia.

Líderes autoconscientes são mais confiantes, autocríticos e estão sempre prontos para inspirar e extrair 100% do potencial dos funcionários.

  1. Relacionamento interpessoal

Os empregadores costumam procurar os candidatos que têm fortes habilidades interpessoais. Eles procuram ativamente candidatos que têm a capacidade de trabalhar de forma colaborativa, comunicar de forma eficaz e exibir o compromisso e ética de trabalho que eles exigem.

Exercitar uma competência técnica é mais fácil do que exercitar uma competência comportamental. É possível adquirir essas competências fazendo um curso ou lendo um livro. Basta ser ensinado e aprimorado.

Além da inteligência emocional as Soft Skills trarão foco, engajamento, motivação e produtividade. Por isso é preciso que as gerações de profissionais se adaptem às novas exigências do mercado.

A Soft Skills são muito exigidas por empresas e, quanto mais modernas e desenvolvidas as organizações forem se tornando, mais os profissionais precisarão dessas competências não-técnicas.

Além disso o profissional precisa ter autoconfiança, demostrando inteligência e autonomia. Paixão, se empenhando para entregar o seu melhor e comunicação para criar e manter relações produtivas no ambiente de trabalho.

Qual é a sua reação?

like
0
dislike
0
love
0
funny
0
angry
0
sad
0
wow
0